Limpeza da Ponte Estaiada é paga pela iniciativa privada

A limpeza da Ponte Octavio Frias de Oliveira, localizada na zona sul da capital paulista, que foi entregue nesta terça-feira, 17 de janeiro, custou R$ 900 mil. Mas para a prefeitura o custo foi zero.  É o que garante o prefeito João Doria, ao afirmar que a limpeza foi toda custeada por “empresas solidárias”.

Durante a entrega dos serviços de limpeza, Doria comentou que as empresas se sentiram solidárias em ajudar e entenderam que o esforço da Prefeitura agora é bem realizado, disse.

A ponte Estaiada, na zona sul, fotografada no último domingo, dia 15. Foto: Guilherme Lara Campos/SP011

Próxima ponte a passar por faxina será a Estaiadinha

O prefeito garantiu que outros locais passarão por intervenção parecida e que a próxima ponte a ser limpa da pichação será a Ponte Orestes Quércia, a Estaiadinha, na Marginal Tietê.

Na próxima semana também será reinaugurada o Monumento à Arte, doação da artista Tomie Ohtake para a cidade. Obra fica na Avenida 23 de Maio, na zona sul.

Novo jeito de governar

A ponte Estaiada estava abandonada, pichada e sem iluminação desde 2012. Recuperar estes espaços é importantíssimo. As pessoas precisam se reacostumar com a limpeza, com patrimônio preservado. Ao revelar que custo da faxina foi todo pgo pela iniciativa privada, o prefeito mostra a habilidade que tem em fazer verdadeiramente diferente de todos os prefeitos que a cidade já teve: fazer o máximo com o mínimo.



Relacionados