02/03/2017


O prefeito João Doria prepara junto com seu secretário de Finanças, Caio Megale, uma série de medidas que visam fechar o cerco em cima dos sonegadores de impostos da cidade.

Megale quer trabalho de inteligência criando malhas fiscais dentro da Receita Municipal para identificar sonegadores.

 

 

O alvo principal será em torno do Imposto Sobre Serviços (ISS), mas também estão na mira sonegações de IPTU e ITBI. Objetivo é, a partir dessa estratégia, arrecadar o máximo possível para ajudar no custeio da máquina pública.

A administração municipal já deixou claro que não quer aumento nos impostos.

Nota do Milhão

Uma das medidas já anunciadas para forçar a emissão de notas fiscais, é a mudança no programa Nota Fiscal Paulistana, que passará a se chamar Nota do Milhão, programa que pagará R$ 1 milhão em sorteios mensais para contribuintes que exigirem nota fiscal.
De acordo com o prefeito, uma recompensa maior vai estimular mais as pessoas a pedirem notas fiscais de prestadores de serviços como estacionamentos, cabelereiros, oficinas mecânicas, etc, forçando assim o recolhimento de tributos por parte do prestador.