O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, participou da versão latino-americana do Fórum Econômico Mundial, em Buenos Aires, e anunciou que a edição do ano que vem ocorrerá em São Paulo.

Em entrevista à Folha, disse que a mudança recente de governo em ambos os países, Brasil e Argentina, “desideologizou a relação”, tornando-a mais pragmática e propícia ao comércio bilateral, e que este tende a melhorar “uma vez que as duas economias vão voltar a crescer”.

O governador destacou a tendência do protecionismo internacional aumentar com Donald Trump e recomendou que os países latino-americanos sigam caminho contrário.

Relacionados