O prefeito João Doria admitiu em entrevista ao Estadão que poderá ser candidato ao governo do estado já em 2018 caso essa seja a vontade do governador Geraldo Alckmin.

Apesar de assumir que há um movimento para lançá-lo à Presidência da República, Doria descarta essa hipótese, considerando que seria uma ‘deslealdade’ ao governador.

“O melhor que posso dar para a democracia brasileira é ser um bom prefeito da cidade de São Paulo, é o que tenho feito. Meu candidato para Presidência da República é o Geraldo Alckmin, já reafirmei isso diversas vezes.”, disse o prefeito.

Ao ser questionado sobre a possibilidade em se lançar ao Palácio dos Bandeirantes a convite de Alckmin, Doria diz que ‘analisaria a situação’ antes de tomar uma decisão.

“Bom, se ele pedir, mais adiante ou no futuro, vamos analisar essa situação. Hoje ela não existe, não houve apelo. Eu nem sequer trato desse assunto com o governador, que sabe da minha lealdade. Aliás, um dos valores que preservo é a lealdade.”, afirmou João Doria