01/11/2017

O TCM (Tribunal de Contas do Município) liberou a prefeitura de São Paulo para prosseguir com a concorrência para o serviço de varrição na cidade, uma das áreas mais criticadas pelos paulistanos. A licitação, no entanto, terá que ser realizada por meio de pregão eletrônico. O TCM também decidiu que contratar cinco empresas, uma para cada região da cidade.

Faltando um mês para o vencimento do atual contrato, a prefeitura não descarta a necessidade de um contrato de emergência, até que a licitação seja concluída.